Somos todas clandestinas

Uma em cada cinco mulheres no Brasil já realizou um aborto.

Você pode não saber, mas alguma mulher do seu convívio certamente já interrompeu uma gravidez.

Elas não são más, cruéis, insensíveis. Elas são suas amigas, sua chefe, sua filha, sua prima. Sua mãe pode ter abortado. Sua avó também.

O silêncio que se abate sobre essas mulheres é imposto pela desinformação e pelos tabus a respeito do procedimento, dos motivos, da vida dessas mulheres.

O blog Somos Todas Clandestinas possuem relatos de diversas mulheres que passaram pelo processo voluntário de interrupção da gravidez e protegidas pelo anonimato puderam falar livremente sobre o assunto.

É uma excelente fonte de informação para desmitificar a ideia pré concebida de quem são essas mulheres. São jovens, são coroas, são brancas, são pretas, são ricas, são pobres, são religiosas ou não comungam de nenhuma religião. São diversas. E todas elas passaram por uma experiência de medo – não por decidirem abortar, mas por terem que se submeter a um aborto em condições de ilegalidade, colocando suas vidas em risco, sem apoio, em segredo.

Vale a pena a leitura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: