Bienal de São Paulo e uma obra ativista

 * Faltam 21 Dias para o Dia Latino Americano de Descriminalização do Aborto *

O Grupo boliviano de artistas Mujeres Creando fez uma corajosa instalação na Bienal de São Paulo.

Quando a curadoria convidou o grupo, elas ofereceram a instalação sobre aborto. A Bienal alegou que era um tema polêmico e pediu outra instalação. O Grupo bateu o pé. Disse que só trataria a instalação sobre aborto e só viria se conseguisse um lugar de destaque logo na entrada. Conseguiram.

mujerescreando

O grupo Mujeres Creando ainda enfrentou alguns contratempos. A plotagem das letras que fariam a frase “Lugar para Abortar” foi boicotada pela primeira gráfica brasileira que as atendeu. A organização da Bienal conseguiu outra gráfica a tempo que a instalação fosse montada para a abertura do evento.

Esse caso é muito emblemático a respeito de como se dá a discussão do aborto no Brasil e na América Latina – mesmo meio progressistas possuem receio de discutir o assunto. E quando o tema vem pra luz, o contra ataque é violento. Afinal é mais fácil controlar uma população desenformada, que trata o tema com preconceito, pelo viés obscurantista e não pela informação.

Falar sobre aborto é necessário.

O Mujeres criando teve essa coragem. A Bienal de São Paulo teve essa coragem.

Não vamos deixar nos calar.

Em seu blog na Carta Capital a jornalista Maíra Kubik fala como foi sua experiência na Instalação.

“Sentadas em roda, um grupo de dezenas de mulheres ouve, com atenção, aos depoimentos daquelas que resolveram interromper voluntariamente uma gestação. Estamos no primeiro final de semana da 31ª Bienal de Arte de São Paulo e cada uma que dispõe-se a falar sobre seu aborto tem que entrar literalmente dentro da instalação proposta pelo grupo boliviano Mujeres Creando, uma armação enorme de metal que representa duas pernas abertas e alguns úteros, cercados de panos vermelhos. É nesse lugar, que representa simbolicamente onde um futuro bebê se alojaria, que as depoentes reivindicam o direito ao próprio corpo.” – Diz Maíra.

A 31ª Bienal de São Paulo acontece  no Parque Ibirapuera, Portão 3, Pavilhão Ciccillo Matarazzo
04094-000 – São Paulo-SP – Brasil. Maiores Informações aqui.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: